Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

8 hábitos que ajudam a treinar a mente para acelerar o aprendizado

Aprender é um processo que exige dedicação. É muito mais do que memorizar alguma coisa, é entendê-la, ter conhecimento genuíno sobre ela. O que a gente memoriza pode ser esquecido logo, mas o que a gente aprende fica para a vida toda. O único problema é que aprender leva tempo, algo cada vez mais escasso para a maioria das pessoas. Se esse é o seu caso, não se preocupe, a gente te ajuda!

Listamos abaixo uma série de hábitos que você pode adotar para turbinar sua mente. Isso fará com que o aprendizado de qualquer coisa aconteça naturalmente, e mais rápido.

1.Treine a memória

Embora memorizar não seja o bastante para aprender, a memória é uma importante aliada do aprendizado. Ela é que guardará as informações para o futuro.

É possível treiná-la de diversas formas, como por exemplo:

Fazendo cálculos mentais: invente umas contas básicas de soma e subtração e resolva sem a ajuda de calculadora. É um poderoso exercício e pode ser feito em qualquer lugar. Começando agora, resolve essa aí (tem que ser rápido, hein!): 3 + 7 + 2 + 8 + 0 + 3 + 5 + 1 = ?

Jogando o “jogo da memória” (pode ser na rua mesmo): quando estiver passando por uma vitrine ou um parque, pare por alguns segundos e observe com atenção todos os detalhes. Depois, de olhos fechados ou de costas para a cena, tente anotar todos os detalhes que se lembrar. Confira no final para saber e foi bem.

Jogando jogos de concentração: aí vale partir para os famosos quebra-cabeça ou os jogos da memória convencionais. Palavras-cruzadas, dominós e até os tradicionais jogos de cartas também ajudam.

Recordando tudo o que fez durante o dia: antes de dormir vale puxar na memória os acontecimentos do dia. Tente visualizar até os detalhes, o que você fez, com quem conversou, o que falou. Isso é mais uma forma de colocar a memória para trabalhar.

2.Faça de novo, de novo e de novo

A repetição é uma das melhores maneiras de aprender. Quando mandamos uma nova informação ao cérebro, ela funciona como uma trilha aberta em uma mata fechada. Se a trilha for abandonada, em pouco tempo a mata se fecha. Mas se, ao contrário, ela for usada com frequência, fica mais difícil se fechar. Deu pra entender? Então, leia várias vezes, pratique várias vezes, faça de novo, de novo e de novo!

3.Aprenda algo novo

Todo mundo tem algo que gostaria de aprender, e aprender coisas novas é extremamente benéfico para o cérebro. Pode ser tocar um instrumento, cozinhar, fazer artesanato, toda nova habilidade adquirida é uma excelente forma de treinar a mente.

4.Fale sobre o assunto com outras pessoas

Quando conversamos sobre aquilo que estamos buscando aprender, as informações acabam sendo melhores processadas. Se fizer isso com pessoas que te fazem bem, o efeito pode ser ainda melhor.

5.Associe emoções aos estudos

Você pode achar que não faz sentido, mas teste e você verá que uma coisa tem tudo a ver com a outra. Quando associamos determinada informação a um sentimento positivo, como a alegria, ela será retomada mais facilmente pelo cérebro no futuro.

Já reparou que muitos professores fazem uso de piadas ou coisas do gênero para ajudar na assimilação do conteúdo? Então, o humor é uma das melhores formas de prender a atenção e fixar a ideia.

Em resumo, quanto mais significado emocional você aplicar ao estudo, mais facilmente irá recordá-lo. Além disso, essa poderá ser sua grande motivação para persistir na busca de novos conhecimentos.

6.Pratique exercícios físicos

Corpo e mente andam de mãos dadas, portanto, um corpo saudável significa uma mente saudável e vice-versa. Praticar exercícios físicos, especialmente os aeróbicos, faz com que o cérebro funcione melhor. Vale caminhar, correr, subir escadas, pedalar, dançar. Escolha um, ou a combinação de todos, e bora exercitar o corpo, para ajudar a mente!

7.Alimente-se de forma saudável

Assim como os exercícios físicos, uma alimentação equilibrada fará bem não só ao seu corpo, como à sua mente. Alguns nutrientes, inclusive, interferem diretamente nas conexões cerebrais e são determinantes para um aprendizado mais rápido e eficiente. Invista em alimentos que estimulem a produção da dopamina, responsável por, entre outras coisas, turbinar a memória e o aprendizado. Alguns exemplos para incluir em sua dieta são: vegetais verdes folhosos, beterraba, abacate, chocolate amargo, café, aveia, açafrão-da-terra.

8.Fuja dos “ladrões” de atenção

É comum ser interrompido por notificações de atualização dos amigos nas redes sociais, ou por alguém chamando no WhatsApp. Até mesmo pessoas que estão no mesmo ambiente, vez ou outra, tiram a nossa atenção puxando algum assunto. Essas interrupções são bastante prejudiciais para a concentração e, consequentemente, para o aprendizado. Por isso, escolha locais mais isolados e se desconecte da internet durante os estudos.

____________________________

Agora é com você. Adote esses hábitos e faça os estudos renderem mais!

Para receber mais conteúdos relevantes, assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo.

Esse conteúdo foi útil?
3.67 avg. rating (75% score) - 3 votes

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe esse artigo